UM MORTO, DOIS MORTOS

Já era pra eu estar dormindo, mas uma memória do sonho que tive ontem teima em não sair da cabeça… Mas sei que escrevendo, eu elimino do meu sistema e aí consigo dormir rápido… Do contrário, viro a madrugada e hoje eu não posso fazer isso.

É a memória de um sonho que agora, antes de dormir, consigo classificar como profético… Não profético no sentido de que vou ver as pessoas envolvidas no sonho, mas profético nas mensagens que esse sonho me passou… Só agora eu acho que entendi a mistura do subconsciente com o espiritual.

Sonhei com uma pessoa que já morreu e com outra que morreu de maneira figurativa. Com aquela pessoa que morreu, eu ouvi conselhos, contei novidades da minha vida, da minha profissão, o que eu ando pensando, quais são meus próximos passos, meus planos pro futuro. Essa pessoa sorria aquele sorriso de felicidade misturado com orgulho, se empolava com tudo o que eu contava, ficava triste comigo, ria comigo, e se orgulhava sim do que eu estou fazendo e de como estou aos poucos mudando meu modus operandi. Sim, eu sou uma bitch que usa termos comuns de latim do jeito mais tosco possível, mania do pai terapeuta.

Já quando encontrei a pessoa “morta” no sonho, tudo o que ela fazia era olhar pro chão. Não conseguia me olhar nos olhos. Sentia vergonha de si, das atitudes que tomou, queria falar, mas as palavras lhe faltavam e pegava na minha mão. Me abraçou ainda olhando pro chão. Afagou meus cabelos de olhos fechados – não sei como a gente sabe disso num sonho. O abraço foi muito longo. Senti o corpo quente, recebendo uma espécie de energia avermelhada, como se eu fosse algum tipo de esponja que tirasse um peso de seus ombros e colocasse sobre os meus. Foi uma sensação super estranha. Pensei muito durante o abraço se eu sou capaz de ressuscitar uma pessoa na minha vida… Porque eu sei que ressuscitei algumas vezes e foi muito benéfico e, em outras, foi um verdadeiro desastre. Como diria minha autora favorita, “às vezes é um erro tentarmos reaproveitar pessoas em nossas vidas”.

O sonho terminou com esse mesmo abraço aqui, no meu canto, sob o meu travesseiro, sentindo um aroma muito específico de um perfume. Tudo aqui estava escuro e ainda sim, iluminava-se com essa energia avermelhada. Aos poucos, a energia tornou-se alaranjada e por fim, em tons de amarelos muito claros, até desaparecer em um grande flash branco e eu acordar do meu sonho.

Os significados no “folclore” da interpretação de sonhos diz algumas coisas interessantes, mas eu tive que dar uma interpretação pessoal porque eu de fato enxerguei uma mensagem. Sonhar com pessoas que já morreram significa a chegada de notícias interessantes. Também sonhar com uma energia vermelha em outra pessoa denota algumas coisas: ansiedade, dinamismo e, dependendo do sonho… Hipocrisia. Eu odeio gente hipócrita.

Aqui dentro do coração, a minha interpretação é que ambas pessoas sou eu. Eu estive ansiosa por muito tempo para que as coisas acontecessem e só enfiei os pés pelas mãos. A minha intensidade e alegria típicas de Satanáries se misturam e não se separam. Eu sou sim uma montanha-russa de coisas, de sentimentos, emoções, opiniões. E eu, que antes buscava sempre a aprovação dessa pessoa que morreu, hoje me sinto confortável para tomar minhas próprias atitudes. Me sinto mais madura e pronta pra isso. Tiraram a rodinha da minha bicicleta pelo visto.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s