Eu estou com um buraco no estômago e de repente, eu perdi o meu sono. Acabo de entrar numa estranha espiral de saudade, de lembranças que ardem o corpo quando reaparecem na mente. Acabei de lembrar sobre como funciona a vida: aquela vivência intensa é a única saída. Eu não sei o que acontece pra eu pensar tanto em coisas muito intensas, muito grandes, que arrepiam a pele toda. Isso pra mim dá o real sentido de viver. Se a gente não vive assim com paixão, o que estamos fazendo vivos, afinal? Passando pela vida, vazia. sem emoção nenhuma? Sentir falta de gravidade, mesmo preso ao chão, é uma dádiva, você já sentiu isso?

Eu vivo para criar lembranças que me façam repetir a experiência um milhão, bilhão de vezes. Quantas forem possíveis na vida. Sei que algumas pessoas que conheço, se de fato passassem pela mesma experiência, não deixaria de vivê-la de repente para prender-se a um presente em que a falta disso, desse tipo de momento, só será sentida quando a gente não pode mais ter.  Não adianta a gente ser inseguro, não adianta a gente tentar se “defender” do que é bom, do que causa toda essa ausência de peso no corpo e na alma.  Pra onde você corre, você sente o seu corpo inteiro em torpor? Você sente que sua alma expande? Você sente coisas inexplicáveis? Você consegue se olhar no espelho tendo a certeza absoluta que sua vida não é uma mentira pros outros verem? Se qualquer sinal de falta desses ingredientes aparecerem na sua autoanálise significará que é exatamente do que você está precisando e deve-se abraçar esse desejo, seja ele pessoal ou profissional.

No trabalho hoje, eu ouvi uma música que, ignorando o cantor, uma coisa que quando a gente sente, é o que a letra… Chama-se “Meu Bem Querer”.

Uh, uh, uh, baby
Eu ontem tive um sonho
Sonhava que você
Beijava a minha boca, era tão bom
Ia deslizando no meu corpo
E me deixando louco
Pena que isso tudo era só sonho
O quê que eu faço se é você que eu venero
Ainda te amo, meu amor, ainda te quero
Sem você não vivo nem um segundo
Sem teu amor fico perdido no mundo
Como era bom, amor, te ver sorrindo
Ah, ah, que lindo, que lindo
E ter você, paixão pra vida inteira
Te carinhar, minha linda sereia

Vem me dar seu amor
Vem que eu quero você
Meu bem querer

Uh, uh, uh, baby
Não é mais sonho nada
Em plena madrugada
Você vem surgindo toda nua
Linda, cabelo contra o vento
Tornando o meu momento
Cheio de beleza e fantasia

O quê que eu faço se é você que eu venero
Ainda te amo, meu amor, ainda te quero
Sem você não vivo nem um segundo
Sem teu amor fico perdido no mundo
Como era bom, amor, te ver sorrindo
Ah, ah, que lindo, que lindo
E ter você, paixão pra vida inteira
Te carinhar, minha linda sereia

Vem me dar seu amor
Vem que eu quero você
Meu bem querer

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s