MAGIAS COM VELAS

Muita gente adora se dizer bruxo, mago, feiticeiro, mas não entende realmente o propósito de um dos principais instrumentos da magia: o correto uso das velas.

Ao acender a chama de uma vela durante um ritual, o magista conjura o poder do elemento fogo, a iluminação dos seus caminhos, a iluminação do propósito do seu ritual. A chama da vela também representa a energia em transmutação empregada nos trabalhos de magia.

Para cada tipo de magia, um tipo de vela é o ideal: para rituais de curta duração, orações, banhos e meditações, velas comuns (ou velas palito) são as indicadas. Para feitiços e trabalhos mágicos de longa duração, as velas que duram mais dias são melhores. Quanto maior a vela, mais tempo a chama permanece acesa, ou seja, mais força no endereçamento daquela energia específica existirá.

As velas não só liberam energias, mas também as repelem. Dependendo da egrégora mágica trabalhada, são usadas cores específicas, justamente para melhor representar o intento / propósito do seu ritual. O número de velas também varia de acordo com o ritual, o tipo e o volume de energia necessária.

Velas são meu instrumento predileto de magia. É meio óbvio, eu sou Satanáries tríplice, então pra mim, quanto mais fogo – meu elemento – melhor. Eu recorro à magia das velas o tempo inteiro: sempre tem uma chama acesa no meu altar. Dependendo de como é minha semana, uso uma cor diferente.

Hoje aconteceu algo curioso: eu acendi uma chama pra uma pessoa que senti que precisava ter energias negativas repelidas. A pessoa é tão teimosa que, ao fim da vela, ela simplesmente explodiu. Quando a vela tem chamas som estalos muito altos ou queimam dessa forma, é sinal que a pessoa está completamente cega e, apesar de necessitar de auxílio, está com o coração e a alma fechados, além de claro, ter outros tipos de energias ruins prendendo essa pessoa à sua cegueira.

É preciso estudar e verificar os recados que as velas mandam durante um ritual. Nesse caso, tudo o que pude fazer foi um banimento de energias negativas do meu altar e do meu ambiente, tomar um banho purificador e sentir um pouco de pena por quem eu tentei ajudar. Quem sabe numa próxima oportunidade, com essa pessoa de coração aberto, eu consiga ajudar, né?

Lembrem-se sempre: a chama que a bruxa acende tem endereço.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s