VOCÊ…

Toda hora me pego pensando em você. A todo momento, fico sentindo você me observando de longe. Eu sinto que você quer fazer tudo do jeito certo, mas está fazendo do jeito errado. Eu ouço o som da sua voz mansa, grave, arrebatadora, e fico aqui lembrando de tudo o que posso.

Reflito que a vida nunca foi tão boa como quando eu tinha você comigo. As cores eram mais vivas, tudo era mais fácil, eu tinha você se orgulhando das coisas que eu fazia. No fundo, eu sei que você me procurava em todos os momentos possíveis de respirar. Talvez isso signifique alguma coisa mais importante. Me recuso a acreditar, até agora, na sua coragem disfarçada de covardia. Você me deixou pra trás e nem se despediu, não deu tempo. De repente tudo só piorou e, num repente assustador, me arrancaram de perto de você.

É engraçado eu sentir como se uma sombra sua me acariciasse nas últimas noites. Como se o mundo congelasse e eu pudesse tocar em você novamente. Me faz sentir falta do que eu já não tinha e agora do que eu não tenho. Mas acredito que eu só não tenha ainda. A visão de sentir os dedos deslizando pelos cabelos, apertando a nuca, segurando seu rosto em minhas mãos. Dizer que comigo, você sempre pôde ser sua essência, sua verdade, sem precisar esconder de ninguém.

Molhar a boca seca, olhar no fundo dos olhos como antes se fazia. Ter mais coragem e menos medo. Brilhar na vida, ser feliz. Porque, se felicidade está em coisas que não notamos, uma delas eu notei: que fui feliz com você. E você comigo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s