EROTISMO FORA DE ÉPOCA DE OCTAVE TASSAERT

Vocês conhecem as pinturas de Octave Tassaert? Ele foi um pintor parisiense, que em suas obras imprimia religião, histórias alegóricas e retratos. Ele também era conhecido como litógrafo e vem de família flamenca. Seu avô era escultor, seu pai e seu irmão mais velho também foram artistas plásticos.

A formação de Octave Tassaert veio de família, além de uma belíssima educação na École des Beaux-Arts. Ele foi um sucesso popular mas foi enxotado da vida acadêmica pelos críticos de seu trabalho. Infelizmente, sua carreira artística não é lá muito longa, e aos poucos, apesar de uma ou outra obra ter sido bem recebida pela crítica, foi se retirando de cena.

Alguns de seus colecionadores são famosos, como Alfred Bruyas e Alexandre Dumas. Em 1863, Tassaert simplesmente parou de pintar e fez uma tentativa no mundo das letras como poeta – e não existe registro histórico dessa parte de sua carreira. Foi vítima do alcoolismo, cometendo suicídio pouco mais de uma década depois do seu fim como pintor, em 1874. Ele inalou dióxido de carbono para tirar a própria vida. Dramático né?

Mas mais do que os temas corriqueiros do século em que se inseriu, Tassaert provavelmente foi pouco compreendido, assim como o Marquês de Sade – de quem eu devo falar em breve – por suas obras absolutamente eróticas / sexuais. Em seus quadros, cenas de sexo com anjos, sexo oral, flagras sexuais e outros temas que envolvem pecado, erotismo e religião se misturam e dão um ar de “proibido”. Uma pena sua carreira ter sido relativamente curta!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s