REFLEXÕES SOBRE TEMPO

Retirado do meu grimório. Texto de 8 anos atrás.

Eu fico pensando no tempo. Em tempos certos e tempos errados. Em tempos tortos. E em como um se transforma em outro.  Tenho visto muitas referências ao tempo. Tudo o que eu vejo atualmente tem muita relatividade, muitos “momentos no tempo”. A gente classifica o tempo conforme as circunstâncias…

Tempos em que você deseja tanto uma coisa e, depois de ter seu desejo atendido, ele te persegue e se torna uma pedra no sapato.

O tempo certo quando você percebe que teve paciência para que as coisas seguissem no seu próprio tempo, independente do seu desejo, para que, ao se concretizar, seja simplesmente glorioso. E depois, o tempo errado para que o destino apagasse seu desejo.

Tem também o tempo incerto. Aquele, sabe, quando você já não tem mais certeza do que deseja de fato? E aí não sabe mais a direção, precisa de paciência pra entender, e paciência te leva a tempos de ansiedade.

Mas a vida é especialista nos tempos errados. O tempo errado de perceber, de acertar, de ter medo, de se abrir e de se fechar. O tempo errado é aquele que você deseja que nunca tivesse acontecido. O tempo errado que você pede baixinho pro universo pra que, na verdade, fosse só o tempo certo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s