MINHA RELAÇÃO COM A MAGIA DO CAOS

Em breve eu devo tirar a poeira do meu livro das sombras para replicar alguns conteúdos aqui. Mas enquanto isso não acontece, eu queria contar um pouco da minha relação com a magia do caos.

Eu comecei a mexer com caos muito pela personalidade satanáries que me permeia. Ariano acha que caos é ordem. E, na magia do caos, é. Apesar de ter meu lado A no dia a dia mais aflorado que o lado B, eu lembro que o ariano é imediatista e, o que ele quer do fundo da alma, ele consegue, nem que ele faça de cada desejo a última coisa a ser atingida em sua vida.

A sensação de imediatismo tomou conta de mim no momento em que eu passava por uma crise muito severa na minha vida. Eu estava recém-separada, morando em um apartamm ento de um cômodo, sem dinheiro pro condomínio, com gato feito na luz (fiquei um mês tomando banho gelado e no breu total), sem ter o que comer. Eu queria voltar muito pros meus tempos de pão com acelga, da época de faculdade, que eu tinha considerado o pior período da minha vida particular e o melhor da minha vida como escritora. Qualquer coisa era melhor do que sentir fome e não ter um tostão pra dar comida pra minha cachorra ou me comprar um maço de cigarros.

A magia do caos é um tipo de magia mais prático, menos cerimonial, mais criativo e solto, que tem a ver com a coisa mais importante pra um ariano: a intenção. Na magia do caos, sua intenção e a intensidade do desejo por algo são os dois ingredientes que compõem um encantamento muito simples: o sigilo. Como eu ainda tinha caderno, tinta na caneta e uma enorme intenção de melhorar minhas condições de vida, fiz meu primeiro sigilo pensando em trabalho. Uma das partes do processo mágico do caos é a implantação do sigilo no subconsciente, feito através de meditação profunda, masturbação, música… Tudo o que eu adoro fazer. Então, é uma forma de magia que une o pragmatismo ao prazer das sensações, sejam elas de vazio, desejo, alegria ou tristeza. Para o meu primeiro sigilo, usei uma técnica de implantação diferente: girei no meu eixo até sentir tontura e tudo perder o sentido. Queimei o sigilo e esqueci dele logo depois. No banimento – esquecimento – você pode usar de diversos artifícios: sexo, humor, filmes, música…

Exemplo de sigilo mágicko.
Exemplo de sigilo mágicko.

Esse tipo de magia é aquele que você sabe que foi graças ao caos quando você vê realizado e se lembra vagamente do processo de implantação do sigilo; e quer saber? Na época, eu consegui um puta emprego!

Para cada indivíduo e para cada signo ou personalidade, existe um tipo de magia. Mas o caos é feito para todos, incluindo ateus, porque não precisa acreditar em uma divindade ou ter uma religião. A única crença é em si mesmo e em suas reais intenções.

Salvar

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s